Dicas de livros sobre Homilética e Oratória

Outro dia publiquei um video sobre o que seria um bom orador. Esclareci que oratória tem uma diferença sutil da retórica. A retórica é apenas a técnica de convencer as pessoas através de argumentos, ao passo que a oratória seria a aplicação ética de tal técnica. Seria mais ou menos como amolar uma faca, o uso que você faz dela é que diz se você é um bom cozinheiro ou um meliante terrível.

Recomendo que você assista ao vídeo sobre “O que é um bom orador”, pois existe um foco muito grande na retórica confundindo-a com oratória. Penso que existe a diferença que citei acima. Mas, esse é o pano de fundo, o que desejo falar é sobre a pergunta feita por um irmão no meu canal do Youtube. A pergunta, ou pedido, era sobre livros de oratória ou homilética indicados para estudo.

Bem, homilética é a oratória religiosa cristã que traz alguns pontos da oratória em geral, mas é bem específica. Dei um resposta genérica para nosso amigo, mas acho que é uma dúvida geral sobre qual literatura pesquisar para  se preparar como orador. Vou dividir em alguns itens.

Primeiro, antes de tudo, você precisa ser temente a Deus e saber que somente o Espírito Santo pode lhe dar uma palavra abençoada de púlpito.

Entregue sua vida a Ele e deixe-o falar ao seu coração. Concomitante a isso você precisa ser uma pessoa estudiosa, pois sem estudo e preparo não dá para ser um bom orador. Você pode até enrolar, assim como o Lula, uma nação inteira, mas sem conteúdo útil sua retórica é só enganação.

Em segundo lugar, você deve aprender primeiro a pregar sabendo que pode estar errado e que errará de fato a maioria das vezes. Esse sentimento de humildade é que vai força-lo a se tornar um bom orador. Orador que pensa estar sempre com a razão se degenera rapidamente.

Para aprender a pregar sugiro, inicialmente, o livro “José da Silva, o pregador leigo” de Jerry Stanley Key. Este livro circulou muito pelas igrejas batistas nas décadas de 70-80 como treinamento básico para pregação. Recomendo que você leia e faça cultos domésticos aplicando as técnicas desse livro.

Depois de um pouco de experiência, recomento o livro “O Sermão Eficaz” do autor James D. Crane que vai te mostrar outros detalhes mais avançados, inclusive, outras formas de pregar sermões.

Em terceiro lugar sugiro que você aprenda hermenêutica que é a arte de interpretar textos bíblicos, mas tenha cuidado. Existem formas de interpretação bíblica que não produzem verdadeira fé. Aconselho que você busque livros que abordem a interpretação Histórico-Gramatical do texto bíblico. Fuja da interpretação Histórico-crítica, pois é coisa de herege. Para você entender, a intepretação histórico-gramatical foca no texto em si como revelação de Deus, ao passo que a interpretação histórico-crítica tenta colocar dúvidas no texto como se não fosse a verdadeira Palavra de Deus.

Livro bom, na linha correta é “Entendes o que lês?” de Gordon Fee. Lendo este livro você vai evoluir bastante em sua compreensão do que é a interpretação bíblica.

Talvez interpretação bíblica seja outra área da teologia, mas prefiro que você busque logo a hermenêutica, pois não existe pregação decente sem uma boa interpretação das Escrituras.

Depois que você alimentou o espírito, recomendo que alimente o intelecto. Quando estamos pregando geralmente tecemos explicações e argumentos sobre o texto bíblico. Portanto, em quarto lugar, recomendo que lei o fundamental de lógica.

Um livro bem usado para entender os argumentos lógicos é Introdução à lógica de Irvin M. Copy.

Neste livro você poderá discernir o que são argumentos e como eles são elaborados. Tal conhecimento ajudará bastante no seu conhecimento de oratória.

Corroborando com a noção de lógica você deve procurar um livro que fale sobre o uso desonesto da lógica, ou seja a erística. Um livro clássico é do filósofo Shopenhauer com algumas publicações em português com o título “Como vencer um debate mesmo sem ter razão”. Este livro é um manual do que você não deve fazer e ao mesmo tempo é uma vacina contra aqueles que desejarem manipular você ou contra a possibilidade de você cais nos erros citados no livro.

Em quinto lugar, não é possível aprofundar em oratória sem ler os diálogos de Platão, especialmente aqueles em que figuram os sofistas de seu tempo. Os diálogos em questão referem-se a Sócrates discutindo com sofistas. Você notará claramente a diferença entre um discurso honesto e um desonesto ao ler esses discursos.

Por fim, você pode querer um livro mais voltado para a retórica exatamente.

Existe um autor brasileiro que se especializou nisso que é o Reinaldo Polito. Há um livro dele chamado “Oratória para advogados e estudantes de direito” que, apesar de focar no pessoal do direito, tem um resumo muito bom de técnicas de retórica prática.

Observe que você não deve mudar a ordem das leituras.

Primeiro você alimenta a parte espiritual, depois seleciona textos mais intelectuais. Não faça o contrário, pois o intelecto é sabedoria mundana e poderá leva-lo a se desviar do caminho. Só depois que estiver bem solidificado na parte espiritual, busque entender a parte intelectual. O intelecto deve ser escravo do espírito e não o contrário.

Para terminar, você pode ler sermões publicados como os sermões de Spurgeon que foi um grande pregador, ou livros de Billy Graham, outro grande evangelista que são escritos em forma de sermão e ajudam a entender a estrutura de um sermão bíblico bem feito.

Acima de tudo leia a Bíblia. Pregador ou orador que não conhece a Bíblia é nada mais que um ignorante enfeitado. Seja sábio e dirija sua oratória pelas escrituras.

 

Sobre Marco Teles 182 Artigos
Formado em Teologia e Pedagogia, pós-graduado em Ensino Religioso, Neurociência Pedagógica, Comunicação e Oratória. Praticamente um "coxinha fundamentalista". Educador Religioso da Igreja Batista em Icaraí, Terceira Igreja Batista em Trindade e Diretor do Ministério Infanto Juvenil na Primeira Igreja Batista de Niterói, não exatamente nesta ordem e tempo. Meu princípio básico é servir a Deus, mesmo de forma incompreensível ao homem mundano, pois não existe comunhão da luz com as trevas. Por isso mesmo continuo pregando o Evangelho, para trazer mais pessoas à comunhão com Deus.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*