Provérbios: sabedoria ou filosofia?

Representação do Templo de Salomão. Fonte: via Wikimedia Commons

Provérbios é um livro de sabedoria escrito pelo rei Salomão.

A sabedoria bíblica difere da filosofia grega no sentido da praticidade. Enquanto a sabedoria bíblica busca utilidade para a vida a filosofia busca o motivo racional da existência. Para judeus, o motivo racional da existência é o próprio Deus eterno, portanto, a busca por uma sabedoria prática baseada no temor a Deus é o mais importante nos livros bíblicos de sabedoria.

Na introdução ao livro de Provérbios, Salomão nos mostra seu caráter de utilidade espiritual. Após se identificar como autor, o rei mostra ser necessário conhecer a sabedoria e a instrução para alcançar prudência.

Podemos entender sabedoria e instrução como termos que se complementam e ao mesmo tempo são independentes.

Sabedoria é a capacidade de usar o conhecimento sobre a vida de forma justa e agradável a Deus, a instrução é instrumento da sabedoria. O nível de instrução de uma pessoa não é determinante de uma vida feliz, mas sim, o nível de sabedoria.

Homens muito instruídos vivem miseravelmente, enquanto homens com pouca instrução vivem com tanta sabedoria que podem se considerar ricos, mesmo sendo pobres. A sabedoria que é a busca da vida justa pelo temor a Deus. Instrução sem sabedoria leva à ruína.

Além de valorizar a prudência o livro de provérbios foi escrito para que entendamos a justiça, o juízo e a equidade.

Esses são elementos da sabedoria, mas que só podem ser praticados pela ação de Deus em nossas vidas. Entender a justiça e aceita-la até é mais fácil para nós, mas quando o juízo vem sobre nós ou devemos aplicar tal juízo com equidade, mesmo contra nós mesmos, aí é que se verifica a sabedoria.

Provérbios não é um livro elitista como eram os ensinos filosóficos. Para os filósofos, só homens livres, cidadão importantes de suas cidades seriam  dignos de alguma sabedoria, embora existissem exceções. Para os livros de sabedoria bíblica não existiam exceções. Tanto pessoas simples quanto jovens ou sábios poderiam desfrutar da sabedoria de Deus.

Por fim, Salomão nos diz que os provérbios que escreveu servem para entender as palavras dos sábios e suas proposições. Isso vai de encontro ao que fazem atualmente. Colocam a carroça na frente dos bois, a filosofia antes da Bíblia, quando  o contrário é o correto.

Quem conhece a Bíblia pode avaliar os sábios e não o contrário.

Alguns pensam que por conhecer filosofias mundanas são mais capacitados para dirigir o pensamento das pessoas. Entretanto, as pessoas são livres e o que deve dirigir seu pensamento é a busca da sabedoria no temor a Deus.

Que todos nós possamos dirigir nossa vida em sabedoria e temor a Deus entendendo que nada está acima da sabedoria bíblica e que a sabedoria do mundo é loucura para Deus.

(Baseado em Provérbios 1.1-6)

Sobre Marco Teles 182 Artigos
Formado em Teologia e Pedagogia, pós-graduado em Ensino Religioso, Neurociência Pedagógica, Comunicação e Oratória. Praticamente um "coxinha fundamentalista". Educador Religioso da Igreja Batista em Icaraí, Terceira Igreja Batista em Trindade e Diretor do Ministério Infanto Juvenil na Primeira Igreja Batista de Niterói, não exatamente nesta ordem e tempo. Meu princípio básico é servir a Deus, mesmo de forma incompreensível ao homem mundano, pois não existe comunhão da luz com as trevas. Por isso mesmo continuo pregando o Evangelho, para trazer mais pessoas à comunhão com Deus.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*