Riqueza e pobreza 

Em Tiago 1.9-11 lemos que o pobre deve se alegrar no sucesso assim como o rico no insucesso. No entanto a sociedade atual só aceita o sucesso. Até algumas igrejas pensam que o sucesso é a única coisa que Deus permite. Mas isso está errado. 

Deus abençoa as pessoas até mesmo nas dificuldades. Veja o povo de Israel, por exemplo. Quando o povo tinha um reino próspero se afastou de Deus. Quando Deus os enviou para o Exílio voltaram-se para Deus recuperando a fidelidade. 

O que podemos deduzir? Tiago estava certo. Mesmo nas maiores dificuldades somos abençoados por Deus que nos fortalece para não desviamos da verdadeira fé.

Crentes que buscam apenas bênçãos são crentes fracos, pois não exercitam a fé. São como artistas que experimentam a fama e, por terem uma vida fácil logo se rendem às drogas e acabam na sarjeta sem esperança. 

Que tipo de crente somos nós? Somos crentes que apenas buscam sucesso ou somos fiéis em toda circunstância? 

Jesus ordena que sejamos fiéis até a morte e o significado disso é mais intenso e verdadeiro do que apenas uma busca por sucesso. 

Sobre Marco Teles 182 Artigos
Formado em Teologia e Pedagogia, pós-graduado em Ensino Religioso, Neurociência Pedagógica, Comunicação e Oratória. Praticamente um "coxinha fundamentalista". Educador Religioso da Igreja Batista em Icaraí, Terceira Igreja Batista em Trindade e Diretor do Ministério Infanto Juvenil na Primeira Igreja Batista de Niterói, não exatamente nesta ordem e tempo. Meu princípio básico é servir a Deus, mesmo de forma incompreensível ao homem mundano, pois não existe comunhão da luz com as trevas. Por isso mesmo continuo pregando o Evangelho, para trazer mais pessoas à comunhão com Deus.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*